Formação dos alpes suíços

Mapa da Suíça. Fonte: wickpedia.org

Vamos falar um pouco sobre os Alpes Suíços. Vocês sabiam que cerca de dois terços do território suíço consistem em áreas alpinas e subalpinas? Em altitudes mais baixa, de até 1500m predominam terras agrícolas e árvores decíduas (plantas que perdem suas folhas em época de seca).

Titlis/Engelberg – foto: Guia Suíça

Moldada pela ação do gelo, a paisagem dos Alpes foi criada durante uma sucessão de eras do gelo que ocorreram de 600 mil a 10 mil anos atrás em períodos de glaciação, a lâmina de gelo tinha até 2km de espessura. A paisagem glacial exibe cristas pontiaguda, erosões íngremes, vales de leito plano escavados pelo avanço das geleiras, lagos glaciais e vales suspensos com cascatas que criam rios.

Aletschgletscher. Foto: Guia Suíça.

Vamos falar um pouco das formações dos alpes. Vamos lembrar nossas aulas de geografia, geologia: há cerca de 70 milhões de anos, a Microplaca Adriatica começou a ir para o norte, colidindo com a Placa Europeia. Enquanto o leito oceânico que fica entre elas era forçado para baixo, a Microplaca Adriatica foi empurrada para cima, criando os Alpes. Este sub levantamento, que continuou até 2 milhões de anos atrás, fez os estratos superiores das rochas se dobrarem sobre si mesmas. Vindas do substrato, as rochas metamórficas, mais velhas, formam a parte mais alta dos Alpes, e as rochas ígneas e sedimentares, mais recentes, formam os níveis mais baixos. A ação das geleiras em sucessivas eras do gelo poliu e esculpiu os Alpes, dando-lhes a aparência atual.

Vamos voltar a falar dos alpes suíços, além daqueles na parte leste dos Grisões, os alpes suíços, assim como os Alpes franceses, pertencem ao Grupo Alpino Ocidental, que, por sua vez, consiste em dez cadeias separadas. É também onde as paisagens de neve e gelo da Suíça ficam mais lindas.

Os Alpes possuem muitos dos picos mais impressionantes da Suíça, inclusive o Matterhorn e o da Dufourspitze, que, com 4.634 m, é a montanha mais alta do país. Os do Sul ficam no cantão de Ticino. Os Orientais possuem o Parque Nacional Suíço.

Vista para o lago Vierwaldstättersee (lado de Lucerna) Foto: Guia Suíça.

O Parque Nacional Suíço fica nos alpes Réticos, que fazem parte do Grupo Alpino Oriental. Sua paisagem alpina intocada cobre 170 quilômetros quadrado  nos Grisões e abrange uma floresta perene, desoladas áreas rochosas e neve perene em grandes altitudes.

Matterhorn, esculpida pela ação do gelo, tem o pico mais característico e conhecido da Suíça. Imponente e impressionante, ela se ergue a uma altitude de 4.478m. As montanhas do Jura, constituídas de calcário argiloso, rico em fósseis, e rocha calcária, são relativamente baixas. Tem cavernas, cavidades afuniladas e rios subterrâneos. Por causa de seus estratos muitíssimo bem preservadas, as montanhas deram seu nome a um período geológico, o Jurássico.

Matterhorn- foto: Guia Suíça.

Temos geleiras nos Alpes. Vestígios da era do gelo, as geleiras alpinas mantém sua ação erosiva. Na medida que avançam, elas varrem os leitos e as laterais dos vales, carregando rochas que são moídas e depois depositadas como morenas laterais e terminais. Lagos glaciais enchem bacias escavadas por geleiras. Vales suspensos foram criados quando geleiras aprofundaram o vale principal.

Os alpes são cortados por vales profundos, terraços, desfiladeiros e gargantas. Ao sul dos Alpes, no cantão de Ticino temos clima mediterrâneo. Ao norte ficam as longas cadeias subalpinas de calcário, cujas faces rochosas escarpadas se fundem na Mittelland, mais plana.

Marque conosco seu acompanhamento para os alpes e veja de pertinho tudo isso.

Aguardamos seu contato. Podes enviar um email para info@guiasuica.com, nao esquecam que tambem estamos no instagram @guiasuica.